Mármore Preto / Black Marble

bandeiraPT small

A NASA (National Aeronautics and Space Administration), agência do Governo Federal dos Estados Unidos responsável pela pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e programas de exploração espacial, acabou de lançar novos mapas globais do planeta Terra à noite, fornecendo uma perspectiva única das actividades humanas em todo o mundo.

bandeiraEN small

NASA (National Aeronautics and Space Administration) have released new global maps of Earth at night, providing the clearest-yet views of the patterns of human settlements across our planet.

bandeiraPT small

Cientistas da NASA acabam de lançar o primeiro novo mapa global da Terra à noite desde 2012. Esta vista nocturna do nosso planeta natal, apelidado de Mármore Preto, fornece aos investigadores uma perspectiva única das actividades humanas em todo o mundo. Ao estudar a Terra à noite, os cientistas podem investigar como se expandem as cidades, monitorizam a intensidade da luz para estimar o uso de energia e a actividade económica e ajudam na resposta a desastres.

Crédito: Centro de Voo Espacial Goddard da NASA / Kathryn Mersmann

Créditos de música: Tudo é possível (Everything is Possible) por Magnum Opus [ASCAP]

bandeiraEN small

NASA scientists have just released the first new global map of Earth at night since 2012. This nighttime look at our home planet, dubbed the Black Marble, provides researchers with a unique perspective of human activities around the globe. By studying Earth at night, researchers can investigate how cities expand, monitor light intensity to estimate energy use and economic activity, and aid in disaster response.

Credit: NASA’s Goddard Space Flight Center/Kathryn Mersmann

Music Credits: Everything is Possible by Magnum Opus [ASCAP]

 

Contemplem algumas das imagens / Contemplate some of the images:

(Cliquem nas imagens para ampliar / Click on the images to zoom)

Fonte / Source: NASA Earth Observatory e  Nasa.gov

Black Marble

Luzes nocturnas” / “Night lights

As imagens de satélite do planeta Terra à noite são muitas vezes referidas como “luzes nocturnas” (“night lights”) e têm sido uma curiosidade para o público em geral e uma ferramenta de pesquisa fundamental há pelo menos 25 anos ao fornecerem imagens que mostram como os seres humanos moldaram o planeta e iluminaram a escuridão. Estes mapas têm sido produzidos a cada dez ou mais anos e geram dezenas de projectos de investigação económica, de ciências sociais e ambientais.

Mas o que aconteceria se os cientistas eliminassem o luar, os incêndios e outras fontes naturais de luz e actualizassem essas imagens nocturnas anualmente, mensalmente ou mesmo diariamente?

Uma equipa de investigação liderada pelo cientista da NASA, Miguel Román, planeia atingir esse objectivo ainda neste ano de 2017 pois, nos anos que se seguiram ao lançamento do satélite NASA-NOAA Suomi National Polar-orbiting Partnership (NPP), em 2011, Miguel Román e os seus colegas têm vindo a analisar dados de “luzes nocturnas” e desenvolveram novos softwares e algoritmos para tornar as imagens das “luzes nocturnas” mais claras, mais precisas e prontamente disponíveis.

Miguel Román e os seus colegas estão agora prestes a fornecer visões diárias e de alta definição da Terra à noite e estão a preparar a disponibilização desses dados para a comunidade científica no final deste ano.

 

Todas as fotos: Imagens do Observatório da Terra da NASA por Joshua Stevens, usando os dados de Suomi NPP VIIRS de Miguel Román, Goddard Space Flight Center da NASA

All photos: NASA Earth Observatory images by Joshua Stevens, using Suomi NPP VIIRS data from Miguel Román, NASA’s Goddard Space Flight Center

Fonte / Source: NASA Earth Observatory e  Nasa.gov

 

Ver também outras EXPOSIÇÕES DE FOTOGRAFIA e LIVROS DE FOTOGRAFIA